COMO SAIR DO “MODO AUTOMÁTICO

vestir

Olá, Consultora! Tudo bem?

Você sabia que passamos a maior parte do nosso dia no “modo automático”? Comemos, tomamos banho, dirigimos e até nos vestimos no automático, sempre pensando em qualquer outra coisa, menos naquela que estamos fazendo. As horas passam e a gente nem percebe, não é mesmo? Tem gente que trabalha demais e nunca tem tempo para mais nada, outros têm tantos afazeres no seu dia a dia que também não tem tempo para o lazer e o descanso. Talvez por isso as pessoas estejam ficando cada vez mais estressadas e doentes. Com certeza você tem ou já teve clientes assim, que vivem sempre no automático, não é mesmo?

Uma das coisas que acontece, e muitas pessoas nem percebem, é se vestir no automático. A pessoa abre o guarda-roupa e, com pressa, veste a primeira coisa que vê na frente, não se sentindo bem ou confortável com aquela roupa o resto do dia. Isso parece bobagem, mas, depois de algum tempo, a autoestima começa a cair, a pessoa não quer sair porque acha que não tem o que vestir ou que “nada fica bom”, além de se sentir triste e desanimada. É aí que nós entramos, Consultora, para ajudar esses clientes, que sequer percebem que estão no automático, a perceberem o que está acontecendo e a mudarem esses hábitos.

O autoconhecimento, como sempre digo, é a chave para mudar muitas coisas, inclusive o “modo automático”. Quando nos conhecemos bem, não permitimos que nossa vida passe sem sentido, que o tempo passe sem percebermos. Sentimos vontade de viver a vida mais intensamente e passamos a perceber e aproveitar cada momento. Tudo o que vivemos é único e não volta, pois, mesmo que aconteça de novo, não será igual, portanto, temos que aproveitar cada momento da melhor maneira possível. Na hora de vestir também! Quando temos autoconhecimento, sabemos exatamente do que “precisamos” vestir naquele dia e ocasião para transmitir o melhor de nós e nos sentirmos confiantes e satisfeitas. Isso vale para o seu cliente e para você também.

Na hora de se vestir, sua cliente (e até você mesma) podem pegar a primeira peça que vê na frente ou, o mais comum, vestir sempre o básico para não errar e não precisar “pensar muito”. Isso não é bom, pois estar bem vestido, independentemente da ocasião, ajuda a melhorar a autoestima e a expressar a verdadeira imagem pessoal. Alguém que está sempre vestido da mesma maneira ou que está vestido de qualquer jeito passa a sensação de desleixo, de alguém que não se cuida e isso vai do sapato até cabelos e unhas.

Muitos clientes chegam até nós dizendo que gostariam de “mudar o visual” porque se sentem tristes e desanimados, mas não sabem o motivo. Sempre parece que falta alguma coisa. Se observarmos com cuidado, seus hábitos e vestimentas, podemos perceber que eles não prestam atenção no que fazem, sempre pensando no que têm que fazer ou no que já foi feito, mas nunca no que estão fazendo. Nós podemos ajudá-los a mudar isso. Faça, junto com seu cliente, uma reflexão sobre os hábitos e comportamentos dele, se ele planeja o que vai vestir e como faz isso. A partir daí, ajude-o a encontrar estratégias para prestar mais atenção do que faz, a fazer pausas durante o seu dia para descansar e a planejar o que vai vestir com antecedência.

Looks montados no automático, geralmente, são menos elaborados, pois dificilmente têm peças complementares que os enriqueça. Planejar com antecedência faz com que seu cliente pare, pense e elabore melhor o que ele vai vestir e o porquê vai vestir. Quando ele começar a sair do automático, vai se sentir mais disposto, confiante e logo esse hábito será transferido para outras áreas da sua vida.

É como eu sempre digo, Consultora, nosso trabalho é mágico e amplo, pois podemos ajudar nossos clientes a, não só mudarem seu visual, mas também mudarem suas vidas!

E lembre-se sempre que uma Consultora atenta aos comportamentos de seus clientes é uma Consultora diferenciada e de sucesso!

 

Um Super Beijo

Lilian Jordão

0 Comentário

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




Efetue o cálculo abaixo para continuar:
Preencha o resultado do cálculo novamente