Formato de Rosto e os Brincos

Muitas vezes, quando estamos fazendo uma consultoria de imagem, uma das reclamações da cliente é sobre o formato de rosto. Principalmente as clientes que têm o rosto redondo costumam se incomodar bastante, já que acaba dando uma impressão de que são mais gordinhas. Uma das soluções é usar o brinco certo, que pode equilibrar o visual!

Para saber qual é o brinco ideal pra a cliente, precisamos saber qual é o formato do rosto. Existem 7 tipos principais de formas. São elas: oval, redonda, quadrada, triangular, triangular invertida, retangular e diamante.

Formato de Rosto Oval

Formato-de-rosto-brinco-oval

É um rosto longo e menos largo.

Brinco Ideal: Brincos grandes com formas redondas e quadradas. Evite brincos longos e estreitos.

Formato de Rosto Retangular

formato-de-rosto-brinco-retangular

É longo e angulado.

Brinco Ideal: os melhores brincos para este rosto são os médios ou grandes, cujo volume principal seja lateral e não vertical. Brincos finos e/ou longos dão a impressão de o rosto ser ainda mais longo do que realmente, portanto, devem ser evitados a todo custo.

Formato de Rosto Redondo

formato-de-rosto-brinco-redondo

É um rosto longo e largo. Em geral, os olhos, as bochechas e a boca são igualmente arredondados.

Brinco Ideal: Os brincos que caem bem a esse tipo de rosto são os que tem forma geométrica diferente à redonda. O ideal são brincos mais longos que largos para não arredondar ainda mais a face, e sim, alongar. Recomendado: brinco longo e fino; em formato oval; pontudo. Evitar brincos volumosos e cheios, redondos e grandes perto da orelha.

Formato de Rosto Quadrado

formato-de-rosto-brinco-quadrado

É caracterizado por linhas e contornos bem definidos, geralmente angulosos. O maxilar é volumoso e a testa frequentemente larga.

Brinco Ideal: O formato de brinco que mais funciona com o rosto quadrado é o que não adiciona ainda mais volume à área do maxilar nem imita a geometria quadrada. Ou seja, recomenda-se brinco de tamanho médio, do tipo redondo, pingentes finos, ou brincos no formato oval que terminem antes da altura do queixo.

Formato de Rosto Triângulo Invertido ou Coração

formato-de-rosto-brinco-coração

É caracterizado por uma testa pequena porém larga, com maxilares imponentes e saliente. É um rosto atípico, ou seja, pouco corrente.

Brinco Ideal: Os brincos mais harmônicos para eesse tipo de rosto são os que trazem volume na altura do maxilar. Podem ser finos na orelha e terminarem em grandes pedras no queixo. O importante é que a parte mais larga do brinco esteja mais próximo possível  ao queixo, podendo ser em forma oval, mais reta ou arredondada.

Formato de Rosto Diamante

Formato-de-rosto-Brinco-certo-rosto-diamante

É um rosto com traços angulosos, mais suave e muito feminino. Geralmente, as maças são mais salientes e frequentemente mais estruturados.

Brinco Ideal: O tipo de brinco ideal é de médio a pequeno, que não sejam muito volumosos perto das maçãs para não desequilibrar a estética do rosto. Os de forma oval e triangulares são os melhores. Alguns grandes que tenham volume somente no maxilar também são bem-vindos.

Formato de Rosto Triângular

formato-de-rosto-triangular

É caracterizado por um maxilar mais largo que a testa. Frequentemente as maças do rosto são levemente predominante.

Brinco Ideal: Para compensar o queixo mais largo, as mulheres que tem esse formato de rosto devem optar por brincos pequenos. O truque está em levar “volume” para a parte de cima do rosto. Brincos muito compridos não valorizam, prefira os curtos.

Incrível como um simples acessório pode mudar completamente e equilibrar os traços, não é mesmo? Quando fazemos uma consultoria de imagem e estilo, é importantíssimo percebermos o que incomoda a cliente para ajuda-la a disfarçar as imperfeições!

E vocês, já usavam desse artificio para equilibrar o visual? Comentem quais as táticas que vocês usam, vamos trocar experiências!

0 Comentário

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




Efetue o cálculo abaixo para continuar:
Preencha o resultado do cálculo novamente