GUARDA-ROUPA INTELIGENTE

guarda roupa inteligente

COMO MONTAR UM GUARDA-ROUPA INTELIGENTE E FUNCIONAL PARA SUA CLIENTE

Olá, Consultora, tudo bem?

Quando se aproximam os períodos de liquidação ou as trocas de estação, sabemos o quanto é difícil segurar as clientes que querem correr comprar tudo, não é mesmo? Mas nós, Consultoras, sabemos o quanto é importante que nossas clientes tenham em mente que a qualidade vale muito mais do que a quantidade de peças de um guarda-roupa. De nada adianta um guarda-roupa lotado de peças se sua cliente usa apenas algumas e acha que nunca tem o que vestir. Por isso, hoje, quero falar dos 3 passos essenciais para montar um guarda-roupa inteligente e funcional para sua cliente.

ORGANIZAÇÃO

Organizar um guarda-roupa exige muito de nossas clientes, pois é o momento em que elas vão ter que se desfazer de coisas que estão lá há muito tempo e até podem ter valor sentimental. É a hora de praticar o DESAPEGO. Roupas que não servem mais, que não são usadas há muito tempo ou com as quais ela não se sente bem serão retiradas de vez (doadas ou descartadas se estiverem muito ruins). Algumas peças, por outro lado, podem merecer uma segunda chance, passando por pequenas reformas (barra, ajuste, recolocar botões, etc.) ou até mesmo sendo reinventadas. Para as que se enquadram nesses casos, separe-as e peça que sua cliente providencie os reparos necessários para que possam ser reintegradas ao novo guarda-roupa. Se você quiser saber mais sobre como reinventar peças que sua cliente já possui, dá uma olhadinha num dos meus posts sobre customização de roupas (VEJA AQUI).

Importante também nessa fase é a cliente ter consciência de quais tipos de looks ela precisa priorizar como, por exemplo, looks para o trabalho, para momentos de lazer, para festas, etc. Assim que ela tiver definidas suas prioridades, será mais fácil identificar quais as peças que serão mais necessárias na atual fase de vida dela e adequá-las à nova imagem que ela quer mostrar. Isso feito, vamos para o próximo passo.

ATUALIZAÇÃO

Agora que ela só tem peças que realmente serão usadas, vamos à próxima etapa que é a atualização das peças que ficaram e a aquisição de novas peças que estejam adequadas à nova imagem e ao novo estilo da sua cliente. Agora é hora de ir às compras e encontrar peças versáteis que possam compor vários looks. Nós sabemos que a célebre frase “menos é mais” é muito verdadeira e precisa ser sempre relembrada. Mais vale ter uma peça que custa um pouco mais, mas que vai durar por muito tempo e ser usada em diversas ocasiões do que comprar várias peças mais baratas e que podem desbotar nas primeiras lavagens, encolher, ou mesmo se desgastarem com pouco uso.

Uma das principais características de um guarda-roupa inteligente e funcional é ter mais peças de cima do que de baixo. Uma única calça básica e de boa qualidade pode ser combinada com muitas e variadas peças de cima. Uma calça de alfaiataria preta, por exemplo, pode ser combinada com uma camiseta básica colorida, para um look mais despojado para um momento de lazer, ou, se combinada com uma camisa de seda, pode se transformar em um look para o trabalho ou até uma festa mais informal.

Além das roupas, os acessórios também podem ajudar a transformar um look. Uma calça jeans e uma camiseta básica branca, se usados com uma rasteirinha, compõe um look mais casual para dia a dia, mas, se usado com um scarpin e um blazer por cima, já temos um look mais “arrumado”, para um happy hour com os amigos. Oriente sua cliente sobre quais são as peças essenciais e quais aquelas que precisam de mais variedade para que ela possa compor diversos looks e, o mais importante, que ela seja capaz de mentalizar a maior parte de suas peças e montar seus looks mais facilmente.

PLANEJAR

O terceiro e último passo é o planejamento. Você precisa, juntamente com sua cliente, planejar o que ela pode comprar futuramente, tanto para repor o que for ficando desgastado quanto para uma ocasião especial que surgir (casamento, viagem, gestação, etc.). Você deve torná-la capaz de fazer compras para ocasiões especiais de forma consciente, sem ser impulsiva e adquirindo peças que poderão ser usadas em outras ocasiões além daquela em questão. Substituir peças desgastadas por outras com a mesma funcionalidade também faz parte do planejamento de um bom guarda-roupa. Aquela camisa que já não está em boas condições de uso tem que ser substituída por outra peça que tenha a mesma funcionalidade, não necessariamente tendo que ser igual à anterior. Planejar um guarda-roupa inteligente e funcional vai deixar sua cliente mais consciente e mais capacitada a elaborar looks diferenciados e para todas as ocasiões, sem sair comprando uma peça nova a cada novo evento.

Além de tudo isso, um guarda-roupa inteligente e funcional também ajuda a criar um mundo mais sustentável, pois evita o consumo desenfreado de roupas e acessórios e o descarte precoce de peças novas ou com pouco uso que ainda estejam em ótimo estado. Peças novas ou com pouco uso que não servem mais para sua cliente podem ser úteis para muitas outras pessoas.

Consultora, incentive o consumo consciente! E lembre-se de deixar seu comentário!

Um Super Beijo

Lílian Jordão

0 Comentário

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




Efetue o cálculo abaixo para continuar:
Preencha o resultado do cálculo novamente