Nos bastidores da profissão– O mito do medo de quanto cobrar pelos seus serviços de Consultoria de Imagem

Olá Consultoras, tudo bem?

Hoje vamos falar de um assunto tabu na nossa profissão, mas que é sempre citado em qualquer roda de conversa que tenha pelo menos 2 consultoras e que é  uma dúvida recorrente de 10 em cada 10 consultoras que estão começando.

Portanto, se você sente ainda este mito rondando sua vida profissional, recomendo ler este post até o fim!

Quanto devo cobrar pelos meus serviços de Consultoria de Imagem e Estilo? Esta pergunta é feita dezenas e dezenas de vezes todos os dias. Mas hoje vou explorar este tema de uma forma mais profunda, retirando todas as dúvidas que ainda possam existir sobre este tema. Afinal, é imprescindível quer você esteja no início da carreira ou mesmo a muitos anos nesta caminhada. O preço a cobrar pelos serviços faz toda a diferença e pode colocar você em um patamar mais elevado caso o valor seja bem escolhido.

Mas qual o motivo para você ter tantas dúvidas na escolha do preço para os seus serviços? Em primeiro lugar porque têm medo de errar, não quer cobrar a mais nem a menos. Você quer cobrar o valor justo. Por outro lado, tem medo de perder uma grande fatia de clientes devido ao preço, e o medo, como todos sabemos, bloqueia a velocidade da nossa evolução.

Antes de qualquer outra coisa, é importante definir que tipos de serviços e para qual público (adolescentes, adultos e a classe social) você irá oferecer. Suas formas de apresentação (currículo, site, e-mail, cartões e papelaria em geral), formatos de books e dossiês, propostas, providenciar os materiais necessários para fazer a consultoria (kit de coloração, materiais de apoio, etc.) e assim por diante.

QUAL A SUA EXPERIÊNCIA?

A experiência é um fator fundamental na escolha do preço. Se você for menos experiente deve cobrar um pouco menos, se estiver há vários anos no mercado, poderá cobrar um pouco mais. Apesar de parecer fácil de definir tudo isto, é necessário passar estes fatores para a realidade. O que é, afinal, ser um profissional experiente? Eu considero que a partir do momento que você tem, pelo menos, dois anos de experiência trabalhando tempo integral isso será suficiente para considerar que tem alguma experiência.

 Ética na profissão

Já existem outras pessoas nesta área com mais experiência e mercado que você, ou seja, lembre-se sempre de respeitá-las e de buscar aliados, nunca inimigos. Se quiser fazer uma pesquisa de preços, prefira ser sincera, está começando, precisa de ajuda. Todos já passaram por isso, seja humilde e verdadeira, que as pessoas com certeza lhe respeitarão muito mais e lhe ajudarão.

E não se preocupe, cada consultora tem uma personalidade, formação, preços e um estilo diferente de trabalhar, ou seja, existem clientes para todas. Uns irão se identificar mais com você, outros com outras profissionais. Acostume-se a receber nãos, e a enxergar isso como uma concorrência saudável e não se culpe, pois é assim mesmo, faz parte do processo natural de todas as profissões, e isso nos incentiva a ser sempre melhores, a nunca nos acomodarmos.

Por isso mesmo nunca, sobre hipótese alguma, copie (preços, propostas, estilos, serviços, sites e afins). Se você não tiver autenticidade, um diferencial, não se destacará na multidão. Procure mostrar suas qualidades, se valorizar pelo que você é e não pelo que os outros possuem.

Caso queira fazer um benchmarking (pesquisa de concorrência – quem está no mercado, o que fazem, formação, experiência, preços), seja sincera, apresente-se e procure não fugir muito dos valores de mercado de sua cidade ou região e seu público alvo. Cobrar preços muito baixos só irá desvalorizar seu trabalho, enquanto muito altos poderão lhe distanciar de possíveis clientes, caso não esteja alinhando com o público alvo e classe social que está trabalhando.

Você precisa saber justificar para seu cliente, centavo a centavo que está cobrando, os seus clientes com certeza iram querer saber o porquê do valor cobrado. Ou seja, é preciso um estudo de seus custos, gastos e necessidades para chegar a um valor justo e que possa ser cobrado corretamente.

Separei uma pequena lista para ajudar você a avaliar seus gastos, confira:

Custo Fixo
• Telefone celular
• Combustível / Transporte
• Alimentação
• Internet
• Aluguel de escritório (se você tiver)

Custo Variável
• Estacionamento
• Viagens / Passagens aéreas
• Hotel
• Táxi

Consultora Internet

Dica: ao final do mês, o número de dias trabalhados/remunerados deve ser suficientemente rentável para você custear todas as despesas acima. No entanto, obter ganhos somente para pagar tais contas não basta. É preciso sobrar uma quantia considerável no saldo final que atenda outras necessidades, como: poupança, previdência privada e gastos pessoais.

Outra forma comum entre profissionais liberais é avaliar o valor gerado para o cliente. Em geral, qualquer profissional costuma receber um valor entre 3% a 10% do resultado que ele gera para o cliente. Quanto o cliente ganhará após utilizar os seus serviços?

Vou dar um exemplo. Se você fez uma consultoria para uma loja e após os seus serviços o faturamento da loja aumentou 40%, e você cobrou 10% em cima desse aumento.Se o valor foi de 60 mil reais, você receberá 6mil reais por este serviço prestado.

Claro que o valor é aproximado, uma vez que o acerto é feito antes de saber o valor real que você gerou, mas é uma excelente forma de unir o seu serviço bem prestado com a satisfação do cliente. Inclusive você pode até dizer que o seu serviço para este cliente saiu de graça, pois o valor que você gerou é muito maior que o valor que ele recebeu pela melhoria que você trouxe à loja com o seu trabalho.

E você, que já é consultora ou está pensando em iniciar sua carreira, o que acha deste assunto? Você ainda tem dúvidas sobre como cobrar pelo seu trabalho de consultoria de imagem?

Não perca a oportunidade de comentar abaixo, afinal estamos aqui para esclarecer suas dúvidas. Consultoras confiantes e esclarecidas são consultoras bem-sucedidas!

10 Comentários

10 Comentários em Nos bastidores da profissão– O mito do medo de quanto cobrar pelos seus serviços de Consultoria de Imagem

  1. Lilian Carvalho
    31 de agosto de 2015 às 10:41 (2 anos atrás)

    Lilian, cada dia que passa você me auxilia mais e mais com seus posts perfeitos. Obrigada por agregar tanto em nossa vida profissional.
    Sou sua fã.
    Abraços

    Responder
  2. Lilian Jordão
    Lilian Jordão
    31 de agosto de 2015 às 12:39 (2 anos atrás)

    Lilian minha xará, muito obrigada pelo carinho sempre. Meu principal objetivo é ajudar vocês sempre! Bjbj 🙂

    Responder
  3. Loriana Matos
    31 de agosto de 2015 às 15:22 (2 anos atrás)

    Olá Lilian, adorei o conteúdo! Tenho dificuldades em me organizar com os preços na C.I. pois são serviços personalizados!
    Obrigada pelo post, já agregou muito para mim! Bj.

    Responder
    • Lilian Jordão
      Lilian Jordão
      31 de agosto de 2015 às 16:40 (2 anos atrás)

      Loriana, que bom que você gostou…esse assunto é bastante pertinente para nosso trabalho e sempre temos dúvidas quanto ao valor que devemos cobrar. Sempre que precisar estou a disposição .Bjbj 🙂

      Responder
  4. Monica Regato de Oliveira
    31 de agosto de 2015 às 16:27 (2 anos atrás)

    Lilian querida, muito obrigada pelo texto…

    Sempre sempre tenho dúvidas com relação aos valores, apesar dos meus 3 anos de experiência. A cada serviço que crio, sempre penso em precifica-los justamente, tanto pra mim quanto para quem se interessa, mas acredito ser uma incógnita até começar a trabalha-lo no mercado.
    Mas, o que também me dá direção, além da lista de despesas e mão de obra, é pensar se eu Monica, pagaria pelo valor que estou colocando, considerando a qualidade do produto e/ou conteúdo que estou entregando para as interessadas.

    Mas, muito bom o texto e obrigada!

    Responder
    • Lilian Jordão
      Lilian Jordão
      31 de agosto de 2015 às 16:42 (2 anos atrás)

      Oi Monica, tudo bem? Fico feliz que tenha gostado do texto.
      Essa forma como você se baseia além das despesas também é bastante válida, adorei a dica 🙂
      Obrigada pelo carinho. Se precisar estou a disposição.
      Bjbj

      Responder
  5. Rose Ribeiro
    1 de setembro de 2015 às 15:01 (2 anos atrás)

    Olá Lilian, sempre leio suas publicações!!! Esta chegou em boa hora!!! Iniciei meu trbalho de Consultoria de Imagem voltado ao Segmento Noivas e Varejo!!! Ainda estou em dúvida da Tabela de Preços!!! Moro em uma cidade pequena, caso eu vá atuar em outra cidade, posso trabalhar com 2 preços diferentes??? Obrigada. um Beijo

    Responder
    • Lilian Jordão
      Lilian Jordão
      1 de setembro de 2015 às 18:11 (2 anos atrás)

      Oi Rose, tudo bem?
      Fico feliz que esse post tenha te ajudado.
      Você pode trabalhar com 2 preços sim, por isso a importância de saber quanto está o valor da Consultoria em sua região e no caso na região onde vai atuar também. qualquer dúvida estou a disposição.
      Obrigada
      Bjbj

      Responder
  6. Marcela Lemos
    21 de setembro de 2015 às 21:43 (2 anos atrás)

    Ótima matéria Lilian Jordão me ajudou bastante, obrigada!!

    Responder
    • Lilian Jordão
      Lilian Jordão
      22 de setembro de 2015 às 10:16 (2 anos atrás)

      Marcela muito obrigada pelo seu feedback 🙂
      Bjbj

      Responder

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




Efetue o cálculo abaixo para continuar:
Preencha o resultado do cálculo novamente