Tecidos Sintéticos x Tecidos Naturais

tecidos

Olá, tudo bem Consultora?

Todas nos Consultoras de Imagem e Estilo precisamos explicar e mostrar para nossas clientes a importância de se consumir consciente. E uma das maneiras de ensina-las a consumir consciente é comprar peças de qualidade (preferencialmente de tecidos naturais), que elas comecem a pensar em não comprar de marcas que trabalham com mão de obra escrava e que não polua o meio ambiente.

Existe um aplicativo que se chama Moda Livre (tem para Andorid e IOS) que vale muita a pena você (consultora) ter e indicar para suas clientes, pois esse aplicativo avalia e monitora as ações que as principais empresas do setor do vestuário, vem tomando para evitar que suas peças sejam produzidas por mão de obra escrava.

Eu trouxe para você um mini-guia sobre tecidos naturais X sintéticos. Acredito ser de grande valia para você atender suas clientes.

Tecidos Naturais X Sintéticos

Cada tipo de tecido possui vantagens e desvantagens, cabendo à consultora analisar o estilo de vida da cliente para indicar quais peças podem ser de tecidos sintéticos ou artificiais e onde priorizar os tecidos naturais.

Os tecidos naturais são aqueles feitos de fibras naturais, foram as primeiras a serem utilizadas para o vestuário. São orgânicas e podem ter 3 origens: animal, como lã e seda; vegetal, como algodão, linho,  cânhamo e juta e os de origem mineral, que é o caso do amianto.

Tecidos Naturais:

Vantagens:

  • Conforto;
  • Flexibilidade;
  • Durabilidade;
  • Resistência;
  • Toque agradável;
  • Deixam a pele respirar.

Desvantagens:

  • Desbotam com o tempo;
  • Amassam com facilidade.

As fibras artificiais são aquelas que são produzidas através de fibras de celulose, como acetatos e a viscose ou então de fibras “proteicas”, de materiais como o milho ou óleos vegetais. Foram criadas no século XX, com o advento da indústria química, que passou a usar novas técnicas para extrair fibras naturais para fazer novos tipos de tecido.

Tecidos Fibras Artificiais:

Vantagens:

  • Resistência;
  • Desbotam pouco;
  • Toque suave;
  • Secagem rápida;
  • Amassam pouco.

Desvantagens:

  • Pouca transpiração, podem causar mau odor;
  • Queimam com facilidade.

Já as fibras sintéticas são totalmente produzidas pelo homem, em laboratório, tendo como matéria prima os compostos petroquímicos. Os tecidos mais comercializados são o poliéster, poliamida, acrílico, polipropileno, poliuretano, nomex e kevlar. A maioria possui custos abaixo dos custos dos tecidos de fibras naturais, portanto são peças mais baratas.

Resumindo, peças com fibras naturais são mais frescas, mais caras, não esticam, amassam um pouco e por isso, devem ser guardadas com maior cuidado.

Se sua cliente possui uma vida corrida, principalmente com muitas viagens e não tem alguém que a ajude a passar roupas, indique as peças de fibras misturadas (fibra natura e artificial), mas alerte para as desvantagens. Em outros casos, prefira indicar peças de fibras naturais.

Tem dois livros que eu tenho e gosto muito, pois eles nos dão um ótimo direcionamento para poder explicar para nossas clientes quais as inúmeras vantagens de comprar roupas de tecidos naturais.

“Guia Prático dos Tecidos” da Maria Helena Daniel, revela todo o processo e a história por trás de cada tecido, sua composição, técnica e origem. Com mais de 180 tipos de tecidos catalogados, Maria que tem mais de trinta anos de experiência no mercado, passa para o leitor todo o seu know-how sobre o assunto.

tecidos1

A história do livro tramas, tipos e usos, de Dinah Bueno Pezzolo, ajuda a apresentar a um público variado, e não somente especializado e técnico, importantes questões ligadas à produção dos tecidos e de produtos têxteis diversos. Através de seus capítulos podemos acompanhar o desenvolvimento dessa história dos tecidos e do uso de fibras naturais e químicas.

tecidos2

Gostou? Tem alguma dúvida ou sugestão para compartilhar com nós? Entre em contato ou comente abaixo.

Lembre-se: Consultora confiante e informada é consultora bem-sucedida!

Um Super Bjo

Lilian Jordão

0 Comentário

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




Efetue o cálculo abaixo para continuar:
Preencha o resultado do cálculo novamente